TEC
Teatro Experimental de Cascais

WOYZECK

de Georg Büchner

TEC Teatro Experimental Cascais
133ª produção | 2012

WOYZECK
de Georg Büchner
versão e dramaturgia Miguel Graça
tradução João Barrento
encenação Carlos Avilez
cenografia e figurinos Fernando Alvarez
apoio vocal Ana Ester Neves
coreografia Natacha Tchitcherova
direcção de montagem Manuel Amorim
operação de som Augusto Loureiro
contra-regra e montagem Rui Casares
operação de luz e assistência de ensaios Jorge Saraiva
divulgação e comunicação Pedro Salazar
fotografias Alfredo Matos
registo vídeo MiguelÂngelo Audiovisuais
mestra guarda-roupa Teresa Louro
execução guarda-roupa Maria José Batista, Palmira Abranches
assistência ao espectáculo André Caetano, Mariana Viana, Raquel Caneca
secretariado Maria Marques
manutenção de guarda-roupa Virgínia Pão-Mole 

elenco André Picardo, André Sousa, Carina Banha, Carla Monteiro, Cátia Sequeira, Diogo Demétrio, Duarte Dugos Catarré, Elvis Bação, Filipa Trindade, Filipe Abreu, Francisco Sarmento, Gonçalo Brandão, Gonçalo Romão, Isabel Sousa, Joana Coelho, João Soares, Juliana Marques, Leonardo Garibaldi, Margarida Castro, Mariana Bouhon, Mariana Viana, Mauro Fernandes, Miguel Ângelo, Nazareth Almadanim, Patrícia Rocha, Raquel Caneca, Rita São Lourenço, Rodrigo Jorge, Rodrigo Trindade, Rui Palma, Sara Cecília, Soraia Tavares, Tiago Durão

e os alunos do 1º e 2º anos da EPTC ..............................

distribuição

Apresentadora   Cátia Sequeira, Margarida Castro, Raquel Caneca
Woyzeck   Rui Palma, Gonçalo Romão, Diogo Demétrio
Tambor-Mor   Rodrigo Trindade, João Soares, Gonçalo Brandão
Maria   Isabel Sousa, Soraia Tavares, Carla Monteiro
Margarida   Mariana Bouhon, Joana Coelho, Filipa Trindade
André   Leonardo Garibaldi, André Picardo, Mauro Fernandes
Doutora   Patricia Rocha, Rita São Lourenço, Juliana Marques
A Louca   Carina Banha, Mariana Viana, Sara Cecilia
Sargento   Rodrigo Jorge, Tiago Durão, Francisco Sarmento
Barbeiro   André Sousa, Elvis Bação
Capitão   Filipe Abreu, Miguel Ângelo, Duarte Dugos Catarré
Catarina   Nazareth Almadanim

sinopse
Escrita em 1836, Woyzeck é muitas vezes apontada como a primeira peça "moderna" graças ao seu registo fragmentado e à capacidade de colocar pela primeira vez o Homem comum perante a tragédia da sua existência. Ao longo de várias cenas curtas e não lineares, acompanhamos a queda do jovem soldado Woyzeck na loucura e no assassínio, consequências directas da opressão que lhe é imposta pela sociedade em geral. Peça inacabada, alvo de contantes reinterpretações ao longo do tempo, Woyzeck mantém-se hoje no panteão das mais altas obras teatrais, antecipando praticamente todas as correntes estéticas que povoaram o teatro desde o final do século XIX até hoje.

M/16 anos
duração: 120 minutos (sem intervalo) 


20 JUL. a 12 AGO. 2012
Ter. a Sáb. 21h30 | Dom. 17h00

Teatro Municipal Mirita Casimiro
Av. Fausto de Figueiredo, Monte Estoril