TEC
Teatro Experimental de Cascais

A TEMPESTADE

de William Shakespeare

TEC Teatro Experimental Cascais
147ª produção | 2016

A TEMPESTADE
de William Shakespeare
tradução Fátima Vieira
encenação Carlos Avilez
cenografia | figurinos Fernando Alvarez
música origina| | espaço sonoro Rui Rebelo
movimento Olga Roriz
assistência de movimento André de Campos
apoio vocal Ana Ester Neves
dramaturgia Miguel Graça
apoio histórico Ana Coelho
direcção de montagem Manuel Amorim
contra-regra|montagem Rui Casares
desenho de som surround | operação de som Hugo Neves Reis
assistência de ensaios | operação de luz Jorge Saraiva
mestra de guarda-roupa Rosário Balbi
execução de guarda-roupa Nailya Biktimirova | Palmira Abranches
ponto Patrícia Pinto
comunicação Anabela Gonçalves
fotografias de cena Ricardo Rodrigues
secretariado Inácia Marques
contabilidade Ana Landeiroto
bilheteira Ana Soares
apoio ao espectáculo João Henriques | Joana Duran
imagem do cartaz O MOCHO de Júlio Pomar © Fundação Júlio Pomar, SPA 2016

co-produção Escola Profissional de Teatro de Cascais

interpretação
José Raposo | Luiz Rizo | Renato Pino | Teresa Côrte-Real | Sérgio Silva

e os alunos finalistas da Escola Profissional de Teatro de Cascais:
Adriana Stoffel | Ana Raminhos | Andreia Tavares | António Bollaño | Beatriz Teodósio | Beatriz Gonçalves | Beatriz Pezerat Correia | Bruno Cruz | Cardoso Albuquerque | Carlota Henriques | Carolina Cruz | Catarina dos Reis | Catarina Couto Sousa | Catarina Vicente | David Oulman | David Ricardo | David Serrano | Djucu Dabó | Frederico Botta | Guilherme Pelote | Hugo Carvalho | Hugo Nicholson Teixeira | Inês Cóias | Joana Rolim | Joana Pialgata | Jorge Costa | Leonor Aidos | Margarida Gameiro | Margarida Bastos | Marta Neto | Miguel Amorim | Pedro Russo | Pedro Campelo | Rafaela Almeida Rosa | Raquel Sauremaa Marchante | Sara Roberto | Vitalina Tavares

E ainda os alunos do 1º e 2º ano Escola Profissional de Teatro de Cascais:
Ana Calvete | Ana Júlia Torrão | Ana Rita Sombreireiro | Ana Sofia Pereira | André Marujo | Beatriz Gregório | Caio Almeida | Constança Neto | Daniela Santos | Diogo Carmona | Francisca Santos | Inês Pantaleão | Joana Bernardo | João Pecegueiro | João Santos | José Maria Oliveira | Joaquim Alves | Júlio Magro | Lucas Garcia | Luís Lourenço | Madalena João | Madalena Guerreiro | Maria Roque | Mariana Silva | Marisol Oliveira | Nádia Hanyeli | Pedro Peças | Patrícia Fonseca | Rita Ramalho | Romana Sequeira | Vasco Nogueira


distribuição
Capitão Hugo Carvalho
Contramestre Liliana Mendes
Alonso Luiz Rizo
Sebastião Renato Pino
António Sérgio Silva
Fernando Bruno Cruz, David Serrano, Pedro Campelo
Gonçalo Teresa Côrte-Real
Adriano Ana Raminhos
Francisco David Carp
Próspero José Raposo
Miranda Carlota Henriques, Catarina Santos, Catarina Sousa, Catarina dos Reis, Leonor Aidos, Margarida Gameiro, Marta Neto, Rafaela Rosa
Ariel Guilherme Pelote, Joana Albuquerque, Joana Pialgata, Pedro Russo
Caliban António Godinho, Hugo Teixeira, Jorge Costa, Miguel Amorim
Trínculo Beatriz Gonçalves, Djucu Dabó, Frederico Lima, Sara Roberto
Estevão Beatriz Teodósio, David Ricardo, Raquel Marchante
Íris Adriana Sousa, Inês Gomes
Juno Vitalina Carvalho, Margarida Bastos, Joana Cavaleiro
Ceres Beatriz Pezerat, Carolina Cruz
A Rainha Constança Neto, Joana Cavaleiro


Escrita em 1610, A Tempestade, de William Shakespeare, continua a ser uma das obras que causa maior discussão dentro da dramaturgia do Bardo de Avon. Sabe-se que foi a última peça que escreveu sozinho, e, por isso, é muitas vezes aclamada, por um lado, como a sua obra dramática mais potente, e, por outro, como a sua despedida; uma espécie de testamento teatral em que Shakespeare deixa como legado uma mensagem dúbia, ao mesmo tempo de reconciliação e abandono, como se no último momento quisesse dizer que a vida é uma singularidade que desaparece mas que pode perdurar como algo de importante e concreto, como se tudo se resumisse ao "aqui e agora", numa espécie de consciência da nossa importância singular e, simultaneamente, da nossa pequenez.
No ano em que se assinalam os 400 anos da morte do maior dramaturgo mundial, e integrada nas comemorações dos cinquenta anos do Teatro Experimental de Cascais, A Tempestade é um espectáculo que conta com a participação dos alunos finalistas da Escola Profissional de Teatro de Cascais e com o trabalho de muitos nomes sonantes de várias gerações do teatro português, nomeadamente com a encenação de Carlos Avilez, a coreografia de Olga Roriz, o cenário e figurinos de Fernando Alvarez e a música de Rui Rebelo. De assinalar ainda a presença do actor José Raposo que regressa aos grandes palcos com o papel de Próspero.

M/12 anos

agradecimentos Alexandre Pomar | Dora Russo


1 JUL. a 4 AGO. 2016
Ter. a Sáb. às 21h00 | Dom. às 16h00 

Teatro Municipal Mirita Casimiro
Av. Fausto de Figueiredo, ESTORIL


Fotografias


Materiais de Divulgação